Como vivem nossas
crianças e adolescentes?

 

Nas últimas décadas, o Brasil promoveu um forte processo de inclusão social. Dentre as inúmeras conquistas, o País reduziu a mortalidade infantil e milhões de crianças passaram a frequentar a escola.

O acesso a esses e outros direitos, no entanto, não aconteceu de forma igual para todos. Muitas meninas e muitos meninos ainda são deixados para trás. É por isso que o nosso esforço precisa continuar.

O Brasil ainda precisa melhorar as políticas públicas atuais e investir em novas políticas para realmente alcançar os mais excluídos e vulneráveis.

De acordo com o Governo Brasileiro e parceiros, a grande relevância do trabalho do UNICEF está na capacidade de identificar, monitorar, coletar, produzir dados e trabalhar pelos direitos de crianças, adolescentes e famílias em situação de vulnerabilidade social.


57,1 MILHÕES DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES BRASILEIROS


 

Onde Avançamos
Onde Melhorar

 

Fora da Escola
Registro de Nascimento
Desigualdade de Renda
Mortalidade infantil
Transmissão do HIV
Acesso à Escola
Gestantes
Extrema violência
Socioeducação

 


 

1 Estimativa IBGE para 2016 | 2 Pnad | 3 Pnad, 2015 | 4 IBGE | 5 Censo Demográfico, 2010 | 6 UM-IGME | 7 MS, SIM, SINASC, 2015 | 8 Datasus | 9 Datasus | 10 Inep, 2016 | 11 MS/SINASC, 2015 | 12 Datasus | 13 Estimativa UNICEF baseada no Datasus, 2015 | 14 SINASE/SDH, 2016