Cara Amiga,
Caro Amigo,

2018 foi um ano de grandes conquistas. E você faz parte delas!

Graças ao seu apoio, meninas e meninos que estavam fora da escola voltaram a estudar. Mais de 2,6 mil municípios aderiram à Busca Ativa Escolar, um programa desenvolvido pelo UNICEF. Os agentes dos municípios vão de casa em casa para encontrar quem está longe das salas de aula e garantir que as crianças não percam a chance de realizar seus sonhos.

Na área de saúde, tivemos um alerta grave em 2018: a cobertura vacinal das crianças brasileiras estava caindo. Rapidamente, mobilizamos os 1.924 municípios do Selo UNICEF e usamos as redes sociais para dar força à campanha nacional. Resultado: 98% das crianças menores de 5 anos agora estão vacinadas contra a pólio.

A proteção também ficou sendo prioridade. Em 2018, apoiamos a criação de Comitês para a Prevenção de Homicídios de Adolescentes em São Paulo, Salvador e Rio de Janeiro. Continuamos em um esforço constante para a redução da violência.

Você também acompanhou a crise migratória em Roraima. Graças a sua ajuda, o UNICEF está lá. Criamos espaços exclusivos para as crianças venezuelanas, nos abrigos, e investimos em educação, saúde e proteção para que elas tenham seus direitos garantidos.

E não paramos por aí! Lançamos estudos sobre o impacto da pobreza e o atraso escolar, apoiamos os municípios na Amazônia e no Semiárido que participam no programa do Selo UNICEF e os parceiros nos grandes centros urbanos, criamos oportunidades de engajamento para adolescentes...

O resultado está estampado nas próximas páginas e no sorriso das crianças.

Muito Obrigada! E seguimos juntos!

Florence Bauer
Representante do UNICEF no Brasil

 

 

ERRATA: Notamos que alguns exemplares impressos tinham o ano errado
na data do cabeçalho. Onde se lê: Março de 2018, leia-se: Março de 2019.