Educação e Proteção

Sua parceria com o UNICEF tem sido fundamental para ajudar a proteger crianças e adolescentes. Em 2019, trabalhamos intensamente nas seguintes frentes: redução do impacto da violência armada; prevenção e resposta à violência sexual; adolescentes em conflito com a lei e migração. Confira as muitas ações realizadas:

1.500 municípios receberam orientações sobre proteção à criança.

Mais de 45.000 gestores municipais participaram de treinamento nesse tema.

283.000 pessoas foram alcançadas em campanhas de mídia social.

979.000 adolescentes interagiram on-line com um personagem fictício chamado Fabi Grossi para prevenir a violência on-line.

Em 2019, nós também participamos do Pacto Nacional pela Primeira Infância, encabeçado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), e contribuímos para a elaboração do Pacto para a Implementação da Lei nº 1.3431/2017, que trata da escuta protegida de crianças e adolescentes vítimas ou testemunhas de violência.


amanda

“A exploração sexual de meninos e meninas, infelizmente, é uma realidade no Brasil, em especial no lugar em que vivo, a Amazônia. Lutar contra ela não é fácil. Há dias que quero desistir, mas não posso. Creio que proteger essas crianças é a minha missão na Terra. A dificuldade é grande e as perseguições são ainda maiores. Quando você entra nesse tema, briga com gente muito poderosa. É assim: ou você agrada todo mundo e aceita opções que não são boas para crianças e adolescentes, ou desagrada os poderosos e diz o que precisa ser dito. Eu optei pelo segundo caminho. E hoje, trabalhando com esse tema há mais de 20 anos, sei que fiz a escolha certa.”

Amanda é parceira do UNICEF nos temas relacionados ao enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes. Ela trabalha diretamente com o UNICEF nas ações desenvolvidas na tríplice fronteira da Amazônia (Brasil, Peru e Colômbia), em um esforço dos três países para o enfrentamento da violência sexual. Além disso, Amanda é membro do Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual, rede com a qual o UNICEF colabora.


Monitor do impacto

O Monitor do Impacto da Violência Armada em Crianças e Adolescentes identificou redução de 22% entre 2018 e 2019 no Índice Nacional de Homicídios. No Ceará, a redução foi acima da média brasileira, com menos 30%.

Aniversário da convenção

O 30º aniversário da Convenção sobre os Direitos da Criança. Três grandes eventos comemorativos contaram com ampla cobertura da mídia, enfatizando temas prioritários do UNICEF, como prevenção de homicídios e violência armada, violência sexual e tendências de volta ao crescimento do trabalho infantil. Esses eventos tiveram como alvo direto cerca de 700 pessoas e tiveram a maior cobertura da mídia do UNICEF em 2019.

Futura

PARCERIA COM O CANAL FUTURA

Em 2019, o UNICEF prestou apoio técnico ao Canal Futura na utilização pedagógica da série “Que corpo é esse?” para ensinar professores e profissionais de saúde sobre como empregar seu conteúdo na educação de crianças para esclarecer sobre sexting,* homofobia e estratégias de autodefesa. As atividades resultaram em 4.600 DVDs distribuídos; 5.500 peças de vídeos; mais de 38.000 visualizações no YouTube; 175.600 visualizações de programas; e 3.814 compartilhamentos no Facebook. A série é considerada um sucesso e atingiu quase 47 milhões de pessoas.

*Sexting é a divulgação de conteúdos eróticos e sensuais por meio de telefones celulares.


material futura

Conheça o material
shorturl.at/ily37

O Canal Futura também realizou, em parceria com a Associação dos Pesquisadores de Núcleos de Estudos e Pesquisas sobre a Criança e o Adolescente (Neca), oficinas on-line sobre temas de proteção a crianças e adolescentes que alcançaram mais de 17.000 pessoas, inclusive nos municípios brasileiros participantes do Selo UNICEF. As oficinas foram parte do treinamento sobre políticas de prevenção à violência e de atenção às crianças e aos adolescentes, com base na publicação Caderno de Orientações Técnicas para a Proteção de Crianças e Adolescentes no Município, com ações-chave para a garantia, em nível municipal, da proteção de crianças e adolescentes contra a violência. O Brasil assumiu o compromisso de eliminar todas as formas de violência contra crianças e adolescentes ao assinar a Declaração dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). E o UNICEF e você estão ajudando o País a alcançar esses objetivos.